Quem sou eu

Minha foto
Vou mostrando como sou, e vou sendo como posso, jogando meu corpo no mundo ...

10 de agosto de 2015

Enquanto amarro os cadarços




Mais um dia,
Amarro os cadarços.
Cabeça baixa,
Pensamentos altos
Instantes desidiosos.

Interrogações, exclamações, vírgulas
E mais interrogações.

Nos laços dado
Uma breve vida, trem de emoções
Laços de um passarinheiro,
Também me envolvem. E agora?

Enquanto amarro os cadarços
A vida se amarra em períodos,
De lamurias, questionamentos
E quantos sentimentos.

Mais um dia,
Amarro os cadarços,
Junto da paciência do desembaraçar
Para um final feliz.

Daniel André.

9 comentários:

  1. Adorei bem assim, é fazendo as coisas simples da vida que pensamos em tantas outras.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Oi Filhote
    Eu tenho uma postagem que gostaria que você lesse no Lua Singular. A vida é um trem em movimento. Aí irá entender a vida. Às vezes a vida nos faz de bola, mas sem mais pensar nos chuta de volta.
    Estava com saudades
    Beijos
    Dorli Ramos

    ResponderExcluir
  3. Fantástico texto/poema.. amei de verdade.

    Tenha uma excelente semana.
    beijinho

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. É bem assim Andre, meu querido poeta, a vida é bem assim, não é preciso nenhum ritual para percebe-la, às vezes basta estar amarrando os cadarços. Gosto desta tua forma de escrever, mistura de sentimentos e palavras, mas numa forma coloquial leve e bonita de se dizer, de ouvir.
    ps. Carinho respeito e abraço.

    ResponderExcluir
  5. Boa noite Daniel
    São os atos mais corriqueiros do nosso viver que nos percebemos fazendo conjecturas e analogias e neste teu belíssimo poema está o retrato da profundidade de um belo questionamento no mecânico ato de se amarrar um cadarço.
    Tenha uma boa semana
    Um abraço

    Fiquei feliz com sua carinhosa visita. Obrigada e volte outras vezes. Será um prazer imenso ter você lá no Sonhos e Poesia

    ResponderExcluir
  6. O pensamento vai longe,enquanto amarrou os cadarço.
    Uma misturas de palavras,com Interrogações, exclamações e vírgulas.Parabéns você brinca com as palavras.Adorei!!

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia caro amigo de versos...
    por vezes deixamos eles irem alto sim.. faz tão bem o parar e refletir para com tudo que nos cerca.. faço muito isso.. abraços Daniel

    ResponderExcluir
  8. Boa noite, Daniel.
    E assim a vida segue e o nosso caminho também entre tantas situações boas e ruins.
    Pensamento livre e cativo numa fração de segundos.
    A vida e sua simplicidade.
    Tenha uma semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir

Agradeço a sua visita e comentário. Abraços, Dan.