Quem sou eu

Minha foto
Vou mostrando como sou, e vou sendo como posso, jogando meu corpo no mundo ...

20 de março de 2021

Comida & Poesia


Identificação e muita magia
que se prepara
comida e a poesia
 
em toda refeição
vem o desejo de agradar
temperada em versos
sorrindo com o paladar
 
Na cozinha o ingrediente
conhecido como amor
é o mesmo que uso
quando vou compor
 
Se uso muito sal e pimenta
a boca do estomago começa gritar
então prefiro os agridoces
a felicidade, é salutar.
 
Degustar um poema
deve ser à base de emoção
saboreie na colher de pau
e guarde no coração.
 
Simples feijão com arroz
xicaras, silabas, quantidades
na comida e na poesia
existe uma imensa variedade.
 
Daniel André

12 de março de 2021

Autoamor

Costuro com fios de ouro
as vísceras de uma paixão
agora a chuva canta na janela
e acalma os exaltados tremores
da falta, de conexão.
 
Os ancestrais reverberaram
que meu ego, não é competidor
e ganhei de presente
a paz que foi embora
mas que criou asas, e voltou.
 
com as mãos suspensas
entrego o jogo.
O elixir para toda dor
são gotas sagradas de tempo
porque a todo momento
brota o autoamor.

Daniel André.