15 de outubro de 2019

Sou Sol


Sou,
a casa que abriga e abraça
o tangível calor da paixão
o extrato mais doce do néctar
as borboletas na barriga
sou coração.

Sou,
a melanina da soul music
a fotossíntese clorofilada
a mistura de todas as estações
sou o sorriso
sou alma.

Sou,
o caminho do meio
a luz que conduz ao farol
a paz que habita no peito
sou tantas coisas
Sou Sol.

Daniel André.


Para completar a energia do Sol, essa linda música do Jota Quest. Abraços fraternos para cada um de vocês. 

1 de outubro de 2019

Noites


Minhas noites são um mosaico
de cores sentidas e fragmentadas
brisas de outono me carregam
para o colo da lua prateada.

Lá moram as histórias de amor,
as inspirações dos apaixonados,
a avulsa troca do humor
e a essência do imaculado.

Morcegos dançam nas árvores
a proibida liberdade dos amantes
na solitude das estrelas
sou o ponto mais brilhante.

Minhas noites tão serenas
com a lua cheia de emoção
busca o sossego de um romance
que toque o meu coração.

Daniel André

17 de abril de 2019

O peixe estranho


Voa o peixinho dourado
inconformado, não se limita
a luz do espírito e mente
expande toda a sua vida.

Busca o oxigênio,
o silêncio e a sabedoria,
sabe que em águas turvas
a mudança se inicia.

Desvia de alguns anzóis,
da falsa terra prometida
abraça o céu e o mar
e a cabeça, erguida.

As barbatanas voam livres
no sorriso do arco íris infindo
exilado de seu aquário
ganha um mundo lindo.

E teus cegos irmãos,
presos numa rede covarde
aceitam as migalhas
para alimentar a credulidade.


Daniel André.

🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠🐠
Jim Croce como sempre, me inspirando bastante. Desejo dias de grande felicidade, luz e sabedoria para todos vocês. Abraço forte !

2 de abril de 2019

Lobo do mar


Navego em ventos floridos
embriago-me de poesias em cânticos
se estou alegre, ou ferido
sempre serei romântico.

Não me importa se outros mares
foram calmarias ou tempestades
a vida só faz sentido
quando se ama de verdade.

A vastidão de longos oceanos
distantes horizontes além-mar
profundos sonhos me levam
com brio a velejar.

Posso perder a direção do leme,
a deidade de um tritão
o desejo é ser acolhido
em um seguro coração.

Daniel André.



💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛💛

29 de março de 2019

Prêt-à-porter


Bem-vindos ao baile
Das nuas verdades a esconder
Ajuste a pence ao corpo
E atue o seu pret a porter.

Para cada evento da vida
O croqui de uma vestimenta social
A personalidade vira roupa
E a falta de identidade, normal.

O bom caráter é medido
À metro pela fina etiqueta
Não estamparei uma moda
Que minha verdade rejeita.

Tesouras impõe os cortes
O molde, de uma perfeita figura
Agulhas costuram as regras
Para pertencer a alta costura.

Com o zíper, fecho grifes
Apago as luzes, vou embora
O meu tecido é autêntico
No dedal da humilde senhora.


✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂✂


No teatro de aparências e representações da vida contemporânea todos buscam visibilidade e reconhecimento, querem ser identificados ou diferenciados dentro dos diversos grupos sociais coexistentes. Nesse sentido, usamos cada vez mais objetos e roupas de marcas para ajudar a nos descrever. 

Muitas vezes são estas coisas: etiquetas e roupas, que nos atribuem senso de identidade social e nos auxiliam a construir, projetar e ativar nossa auto-imagem ou marca pessoal. Qual a roupa teatral que você veste, nesse baile que é a sociedade? Já pensou nisso ?

 Abraços fraternos e dias felizes para cada um de vocês.

Daniel André.        

25 de março de 2019

Outra vez



Desnudo as vestes do medo
e deixo o casto amor
amanhecer em meu sorriso
outra vez.

O fulgor do meu corpo
traz a serenidade das estações
florescendo o júbilo
das lindas flores no meu jardim.

Doces luzes me cercam
e fertilizam meus sonhos
nas elevadas nuvens escondidas
nos seios de Afrodite.

Tenho esperança no peito
poesias na ponta da língua,
o toque desesperado da paixão
e a proposta, de uma nova vida. 

Daniel André

28 de fevereiro de 2019

Espelho de penteadeira


No espelho da penteadeira
a mulher da pele sedosa
lábios néctar de frutas
perfumada de leite de rosas.

Ela acorda para a vaidade
resgata a beleza feminina
olhos inocentes de esperança
e brinca de ser menina.

Usa uma simples maquiagem
para esquecer alguns desgostos
o blush destaca as maçãs
e o sorriso de um lindo rosto

Escova seus longos cabelos,
admira seu poder de sedução
com o rímel contorna a estrada
que já planeja o coração.

Faz as pazes com o passado
perdoa os seus contornos
desfila despida no quarto
e grata com seu corpo.

Coloca a chita amarela
passa um batom vermelho
feliz com a nova mulher
refletida no espelho.


🌹🌹🌹🌹
Vieram inúmeras imagens e canções para essa nova mulher diante do espelho da penteadeira. Escolhi essa gostosa canção da Carole King para embalar a leitura;



e a pintura de Pablo Picasso – "Garota em frente ao Espelho" (uma das várias que amo). Interpretação é algo muito pessoal, e vai de acordo com nosso estado emocional. Não sou formado em artes, letras, etc, mas na minha leiga opinião, a mulher seria uma testemunha silenciosa das transformações psíquicas e físicas dessa garota. Uma redescoberta, o renascimento de uma pessoa. 



       Deixo meu abraço sincero e dias felizes para cada um de vocês.


Daniel André.