Quem sou eu

Minha foto
Vou mostrando como sou, e vou sendo como posso, jogando meu corpo no mundo ...

4 de agosto de 2020

Pronome possessivo

 


Atravessei uma tempestade de pétalas, para mergulhar nas correntezas que faziam o mapa do espectro de minhas emoções. Não percebi, estava eu, dentro de mim.


Desejei que o seu desejo, dominasse o meu corpo: 
transbordado de vazio existencial
 - mas que se completa e embriaga, 
quando me olha com seus lindos olhos. Ganho cores!

Senti o silêncio ninar meu corpo, 
quando meus dedos percorriam o relevo do seu. 
Desenhei a nossa história em cima 
dos seus arrepios e sorrisos.

Plantas nasciam 
em cada piscar de admiração da nossa sintonia, 
e nossas almas se mesclavam, 
formando uma única essência.
Demorei, mas entendi. A intimidade do tempo 
trouxe a necessidade que se afirma e consolida, 
de sermos cada vez mais, 
um pronome possessivo na vida do outro


Daniel André
----------


E Finalizo com essa linda música do Chicago - "Happy Man", para embalar os dias com amor e otimismo. Abraços.

 

 

 

 

 

 

 

1 de agosto de 2020

Meditação



O sol iluminou minha alma
dizimando dolorosas feridas
células que reluzem felicidade
dissiparam o desapego da vida.
 
No equilíbrio da mente com o corpo
fecundo prosperidade e gratidão
estrelas florescem no céu
Para alegrar meu coração.

Sinto o alinhar dos sentidos
na busca da plena sapiência 
uma parte da misteriosa força
expande-se em minha consciência
 
Acredito no poder do amor
em deuses que conduzem a meditação
um mundo purificado de bençãos
para uma positiva transformação.
 
Daniel André