Quem sou eu

Minha foto
Vou mostrando como sou, e vou sendo como posso, jogando meu corpo no mundo ...

4 de agosto de 2021

Abertura dos olhos


 









Como se fosse um dragão
que estivesse trazendo a luta e a vitória
e perambulava em minhas entranhas
reflorestando o ar da glória.
 
Cuspia toda a ignorância
e bebia o licor da transitória felicidade
a tristeza não era mais cultivada
somente o silêncio da individualidade.
 
O egoísmo ainda, tentou ser capitania
mas já era uma simples fagulha
que o ego, não refletia.
 
Com a abertura dos olhos
o mundo da caverna, não mais existia
e a erudição colonizava, com harmonia.
 
Daniel André

18 comentários:

  1. Que bom quando o egoísmo é deixado pra trás,nesse mundo que tantos de cada um precisam...E abrir os olhos à ess realidade, tudo muda! Lindo! abraços, chica

    ResponderExcluir
  2. Este gif faz-me lembrar uma banda desenhada que já passou. :)))
    Adorei o poema!:)
    .
    O tempo anda triste...
    .
    Beijo e um excelente dia
    Boas férias, se for o caso! :)

    ResponderExcluir
  3. Gif muito bonito a ilustrar um poema brilhante. A conjunção poética perfeita. Gostei muito.
    .
    Um dia feliz … Cumprimentos.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  4. Cuspir ignorância é moda por estes dias.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Lindo poema, Dan Andre, a consciência nos traz luz, devemos buscá-la sempre, todos os dias aprendemos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Linda poesia e muito boa imagem, parabéns.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Belo e profundo o teu soneto Dan. A consciência deve estar sempre presente em tudo.

    Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus.

    Furtado

    ResponderExcluir
  8. Bom dia, Dan.Nas fases de escuridão, geralmente nos conhecemos mais, refletimos para termos uma percepção maior de quem somos verdadeiramente entendendo a necessidade de mudanças intrínseca, daí , o "abrir dos olhos". Parabéns.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  9. Querido amigo Dan,
    Que maravilha esse teu soneto, que bela inspiração! O mundo e as pessoas precisam abrir os seus olhos para o amor, para a sensibilidade, para a partilha e para o bem comum. Não ganhamos nada nessa vida sendo egoístas, preconceituosos, gananciosos e por aí vai. Gostei muito do seu poema!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. Caro Daniel André,
    Lindo esse eu poema!
    Parabéns! É de suprema
    Beleza e de conteúdo é.
    É arte, é luz e é até
    Bálsamo à alma vazia.
    Bem-digo a tua mania
    Como aeu em seemmear
    A poesia neste altar
    Que é a mídia social
    Mais lida do que jornal.


    Abraaço

    ResponderExcluir
  11. Meu prezado Dan André,
    Quem semeia poesia
    Como tu, luz irradia
    Às almas, igual a fé
    Poesia, também é
    Luz de Deus para essa arte
    Que a tua alma reparte
    E evita uma alma vazia
    Levando amor e alegria
    À humanidade, em parte!

    Parabéns, amigo meu abraço fraterno. Laerte.

    ResponderExcluir
  12. Gostei do poema.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  13. Boa noite Dan. Acho que vivemos nos dias atuais o seu lindo poema de reflexão. Vivemos um momento de muita ignorância em nosso país.

    ResponderExcluir
  14. Meu amigo Dan,
    Estou visitando o blog dos amigos pra ver atualizações e deixar os meus comentários e também pra avisar que tem postagem nova no meu blog.
    Te desejo uma excelente semana!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  15. Boa Tarde, Dan!
    Vim conhecer o teu blogue e adorei esse poema.
    Os últimos três versos são verdadeiros sonhos dourados.
    Abrir os olhos e ver a harmonia acontecendo.
    Bjs
    Marli
    -
    Doce Sofrimento

    ResponderExcluir

Agradeço a sua visita e comentário. Abraços, Dan.