29 de setembro de 2013

Perfeita dor


Rego,
Minhas chagas com as lágrimas,
Derramadas por te venerar demais,
Desrespeito à afoiteza de seguir o rio.

Retiro,
Lentamente do meu peito,
Um a um, os pregos adoravelmente,
Bem cravados por tu, que me acarinha.

Deixa-me,
Acalentado na suspicácia,
Mas prefiro condoer meus dias,
A viver sem tua presença.

Entendo-te,
Meu amor mal amado,
Sentes entusiasmo em me torturar
Apenas sei que sofrer, é te amar.

Apoderou-se,
De todo meu espírito,
Essa perfeita dor que me adormece,
Senhora ingrata do meu coração.

Dolorosa,
É forma de sentir sua vida,
Mas determinaste desse jeito
Quando realmente, eu posso te amar.

Daniel André

 

14 comentários:

  1. Mais vez você conseguiu expressar em palavras sentimentos tão nobres. Parabéns amigo!

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. A poesia está em tudo: nas cores, nos sabores, nos ritmos, nos amores...
    E você tem grande habilidade com os versos.
    Boa noite, vou me atrever a te chamar de meu poeta, posso?
    Beijo grande, na testa!

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito Daniel...
    Vc tem o dom de conseguir "poetar". Rssr,,, tenho alguma dificuldade. A subjetividade me trava muito.

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Bom dia
    Muito bonito.. Adorei, revi-me nele.

    Beijo, e boa semana.,

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Bom inicio de semana, amigo Dan :)

    Mais uma vez, belo poema! Tens em ti o doce dom da Boa Poesia.

    Muito boa maneira de descrever um amor doloroso.

    http://planopalavras.blogspot.pt/

    Coletânea de Devaneios disponível na Amazon (versão digital e física) e no Smashwords.com (versão digital).

    ResponderExcluir
  6. o amor é assim intenso até mesmo nos momentos de saudade, e solidão =)

    ResponderExcluir
  7. Muito bom Daniel!!! Gostei muito dessa poesia, escreve de uma forma muito diferenciada. Meus parabéns.

    ResponderExcluir
  8. Daniel seu poema expressa um sentimento
    puro e verdadeiro a cada verso.
    Eu gosto muito de vir no seu blog ler seus poemas ,
    que sempre traz algo muito profundo .
    Hoje também venho desejar uma feliz semana beijos no seu lindo coração , Evanir.

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde Daniel.. a dor é uma palavra que muito nos atormenta.. sempre estamos a versar sobre ela para tentar encontrar o seu oposto.. o amor.. lindo dia amigão

    ResponderExcluir
  10. A dor existe mais pode vencer ela com o amor, Daniel bom inicio de semana beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, Daniel!

    Deixa eu dar um pouquinho de carinho pra você, porque "essa senhora", da que fala em seu poema, o maltrata e não o ama.

    Você, seu eu-lírico, vive só por e para ela. Nossa! Que injustiças há nesse mundo!

    Bem, não fique triste, porque eu gosto muito de você, tá?

    Boa semana, e novo amor, se procura.

    Um beijo da Luz.

    ResponderExcluir
  12. [cada um sabe a dor e a delicia de ser o que é]


    bonito teu poema.


    abç

    ResponderExcluir
  13. Quanto lirismo!
    É incrível como o poeta verseja tao docemente quando ainda que algo lhe amarga o peito!

    Parabens, lindo poeta!

    ResponderExcluir