22 de setembro de 2013

Presente do subjuntivo do verbo amar



Foram tantas gargalhadas,

Que aquela noite,

Jamais morrerá...

Que eu ame,

Que tu me ames,

Amemos !


Conversamos sobre Nietzsche,

E percebemos que a religião

A verdadeira e única,

Nessa esfera terrestre,

Olhos de algum Deus, é o amor.

Amemos!


Ouvimos Novos Baianos,

Secos, e molhamos o não molhado,

Fumamos a vida, ríamos.

E sem perceber, estávamos ali,

Sentados, quase que cochilando.

Era ele nascendo, o amor.

Amemos!


Sem saber de exatamente nada,

Encontramos inúmeras semelhanças

Dessemelhanças, e brigamos,

Feito filhotes de algum bicho

Foram tantos encontros,

Que nem as horas passavam.

Amemos!


Peguei em sua mão,

Olhei bem no fundo,

Dessas bolinhas de Vênus

Você me olha bem infantil,

Aproximo minha boca na sua,

E digo a você: sempre te amei...

Amemos!


 Daniel André

  

 

25 comentários:

  1. Tão suave... quase infantil. É simplesmente apaixonante!

    ResponderExcluir
  2. Achei muito bom *-* e bem escrito!

    Quando puder dá uma passadinha no meu blog, tem post novo lá, convido você e seus leitores a darem uma conferida *u* já estou seguindo aqui Dan , amei o blog!

    Beijocas!!! ❣



    ResponderExcluir
  3. simplesmente lindo
    vim lhe desejar uma semana excelente
    que a esecia prevaleça sempre este doce amor

    ResponderExcluir
  4. Ah que doce! Simplesmente uma delícia de ler. Um bj

    ResponderExcluir
  5. Boa noite

    Maravilhoso... Então Amemos.. lool

    Gostei de ler.
    Abraço
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde! Muito legal seu poema. Secos e Molhados, Novos Baianos... amo tudo isso!

    ResponderExcluir
  7. Oi Amigo,
    Que eu ame a vida, pois tu estás nela
    Que tu ames a primavera para te enfeitar de alegria
    Que ela ( teu amor...)ame com ternura a tua pessoa
    Que nós amemos uns aos outros para haver felicidade
    Que vós ameis um mundo cheio de esperanças
    Que nós amemos uns aos outros para um mundo melhor
    ###
    Uma bela estação de primavera para você
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  8. Oi amigo

    QUE ELES AMEM A VIDA QUE É ÚNICA
    &&& ###
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  9. Oi, Daniel!

    Que poema lindo e louco!

    E tudo isso, ou quase tudo, à custa do Presente do Conjuntivo do verbo amar.

    Bolinhas de Vênus - QUE COISA RARA, DIVINA, SIMPLES E MARAVILHOSA!

    O AMOR é isso mesmo: encontrar pontos comuns e não comuns. Aí, reside a diferença e o interesse desse sentimento.

    NEM VOU PERTURBAR. CONTINUEM SE AMANDO!

    Beijo da Luiz, para você e sua amada.

    PS: agradeço teu comentário lá no "Luzes". Lindo e cativante, DEMAIS!

    ResponderExcluir
  10. Altos e baixos e sinuosas situações de um casal.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente adoro esse tipo de poesia. O amor é um tema tão lindo e encantador. Parabéns! Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Boa noite Daniel.. o amor, falar dele sempre nos leva a tantas direçoes.. só ele pode isso coma gente.. sobre teu comentario.. não penses assimmeu amigo.. todos temos algo a dar.. vc é muito bom no que faz.. eu sempre to brigando comigo para dar meu melhor apenas isso.. uma linda noite pra vc abbraço

    ResponderExcluir
  13. Ola Daniel,
    Não bastar amar é preciso beber aos goles saboreando cada um... Adorei o poema. Um bom inicio de semana

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. VENHO TRAZER A PRIMAVERA PARA ENFEITAR TEUS DIAS E TEUS POEMAS QUE SÃO LINDOS .
    GRANDE EMOÇÃO TE LER,NOS TRAZ A FORÇA DE UM GRANDE POETA ...BJSSSSSSS

    ResponderExcluir
  15. Falar de amor é falar de vida!
    Muito lindo... Parabéns;
    Grande abraço Daniel.

    ResponderExcluir
  16. Daniel não preciso repetir que admiro sua escrita, ela é sincera e fala um sentimento quase coletivo, mas que não o é pois você o transforma em versos originais que só o seu talento permite, que o amor seja um constante em seus versos em seu cotidiano! grande abraço meu querido!

    http://phoesiatododia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Ora pois se sobrou algum espaço para comentários. Os amigos aí em cima disseram tudo. Só me resta parabeniza-lo por tão bela poesia escrita com propriedade de quem sabe conjugar o verbo amar. Um forte abraço meu amigo !

    ResponderExcluir
  18. Uma bela ode ao mais belo dos sentimentos: o Amor.

    Parabéns, meu caro.

    http://planopalavras.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  19. Muito boa a poesia, Daniel!

    Muito romântica!

    ResponderExcluir
  20. To suspirando. Com o titulo e a poesia. AMO NOVOS BAIANOS e agora seu blogue. Parabéns,

    Tânia do google +

    ResponderExcluir
  21. Amo tuas poesias! Sandra Farias. Fortaleza. Ceará.

    ResponderExcluir
  22. Olá
    sim...amar vem na humildade e simplicidade de ver que são iguais nas diferenças... "que amemos", então
    ..sim,respondendo, essa minha série "Gentileza gera.." foi criada ,porque recebia muitos mimos, links, durante a semana, e tinha enormes dificuldades para agradecer, uma por faltar palavras, hehehe e outra pela correria desenfreada do dia a dia...centralizei e ficou melhor assim!
    Bom final de semana
    Abraços

    ResponderExcluir
  23. Caramba! Não havia visto esse post. Simplesmente lindo! Você tá demais, héin Gago?!

    Abraço bem apertado!

    ResponderExcluir