17 de outubro de 2013

Convite ao ócio


A fadiga me enviou um convite,
Para ficar deitado naquela rede,
No balançar do trançado duplo,
Observava lagartixas na parede.

Passarinhos cantavam na varanda,
Naquele vai e vem sacudiu filosofia,
Diga-me o motivo da minha existência,
Que te banho com poesia.

Pensava na transitoriedade do tempo,
Tão momentâneo como a leitura,
Ilusório como fim da corrupção,
Já arraigado em nossa cultura.

Queria atingir a beleza do amor,
Quando saísse daquele tecido de malha,
O Deus Hipnos descansou meus olhos,
Para o dia seguinte de batalha.

Descansei todos os meus problemas,
Do capitalismo e seus negócios,
Se o amanhã não chegar bem cedo
Vou saboreando na rede esse ócio.

Daniel André
 

A fotografia foi captada pelo meu grande amigo fotógrafo Nil Barros, na cidade de Nova Friburgo,  interior do Rio de Janeiro.


27 comentários:

  1. Ah! as vezes é bom um dia assim, de puro ócio!!
    Bom demais!!!
    Poeticamente falando, as palavras foram muito bem colocadas.
    Gostei!
    Aliás sou suspeita, não é mesmo?
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  2. Daniel, mais uma inspiração divina que tivestes. Sempre bom ler seus poemas, meus parabéns por mais uma obra de arte! Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Nada melhor, Daniel. No balanço da rede, espantamos tristezas, cansaços, angústias... relaxamos, e nos aprontamos para a vida. Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Muitas vezes precisamos desses momentos,para relaxarmos e
    começarmos um novo dia.
    bjs amigo Daniel.
    Carmen Lúcia-mamymilu.

    ResponderExcluir
  5. Maravilhosa rede....Ás vezes bem precisamos de balançar nossos problemas,,,relaxa!!Adorei ler!..

    beijo´
    visita
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde Daniel.. a poesia tem a beleza de sempre. mas ver a foto da rede já me quebrou rsrs experiencias nada boas nela.. só dor nas costas caro amigo.. o chão é melhor que uma rede abração poeta

    ResponderExcluir
  7. Olá adorei sua postagem,as vezes é gostoso ficar o dia deitada em uma rede adoro.Adorei conhecer seu blog,voltarei sempre beijinhos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Daniel !
    Com a preguiça que estou hoje, chovendo e um calor danado, se deitar nessa rede acordo daqui a dois dias.kkk
    Veio de mansinho e nos mostrou o grande poeta que é.
    Parabéns
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  9. Quando a preguissinha vem, dá pra observar muitas coisas.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ora ora, se não não me deu vontade de me deitar nesta rede ao embalo de suas palavras. Suaves como cantiga e precisas como o nascer do sol ! Belíssimo poema meu amigo Daniel ! um forte abraço

    ResponderExcluir
  11. Olá Daniel!
    Às vezes é nos momentos de ócio que temos oportunidade de pensar e sentir o dia a dia, porque quando estamos ocupados nos nossos afazeres, tantas coisas por nós passam sem que profundamente as pensemos. Nada melhor que observar lagartixas e pássaros, e nesse vai e vem de serenidade acontece filosofia e poesia; desde a corrupção infelizmente não transitória como o tempo de que é feita, até ao amor que nunca se deseja transitório, mas tantas vezes é....
    Andamos todos numa grande "malha", e que bom que Hipnos transitoriamente nos surge para que descansemos o nosso olhar...:-)
    Maravilhoso poema, Daniel! Gostei muito.
    xx

    ResponderExcluir
  12. O balançar da rede e o vai e vem da filosofia. Não podia ter pensado nada melhor nesse convite do ócio e as indagações da vida na poesia. Su-bli-me!

    ResponderExcluir
  13. Boa noite, Daniel
    Recostado nessa rede, lendo seus lindos poemas... que mais se poderia desejar?
    Não vejo melhor maneira de se aproveitar uns momentos de ócio.
    Gostei muito de seu poema, e a foto está muito boa.

    Beijinhos

    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    ResponderExcluir
  14. Oi Daniel querido

    Mais uma vez saio daqui encantada com seu poema.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  15. Olá poeta,cá estou eu novamente lendo seus lindos poemas.Maravilha,palavras que entontecem a alma,sensibilizam a mente.Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Oi Daniel *-* que linda poesia....como é bom ficar deitada na rede e descansar dos problemas!

    Dan meu amigo eu acho tão linda essa música, teve uma época que também só ouvia ela sabe,já que gosta de John Legend tem uma outra que é bem linda: No Other Love.

    Um Super Abraço
    Estrela,Flores...Melancia

    ResponderExcluir
  17. Deitei-me na rede e no ócio fiquei,também.
    Sempre me surpreendendo, poeta!
    Parabéns
    Sálvio Sérgio

    ResponderExcluir
  18. Um poema mágico, Daniel. Que todos os momentos de ócio fossem tão agradáveis assim :)

    ResponderExcluir
  19. È bom a gente descansar não só o corpo mas a mente tb.
    Faz tempo que não deito numa redinha (deu sdd) rs...

    tenha um maravilhoso fds =)

    ResponderExcluir
  20. Acredite na fé, na força,
    na esperança e
    na razão que temos para viver.
    Acredite na força do amor
    que enriquece o ser humano.
    O amor é o bem maior ,
    que podemos ter para oferecer
    aos nossos semelhantes.
    Com muito carinho venho desejar
    um abençoado final de semana.
    Beijos paz e luz.
    Evanir.
    Estou cansada Daniel nem imagina minha vontade de descansar nessa rede.
    Lindíssimo poema amigo.

    ResponderExcluir
  21. Oi Daniel,
    Mande essa rede pra mim, quero dormir o sono perdido.
    Até segunda
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    seu poema é belo e profundo, tem o dom de colocar as palavras no sitio certo.
    Abraço
    ag

    ResponderExcluir
  23. Oi Daniel! Super poema, as vezes é necessário um descanso...E agora que logo vem as férias de final de ano esse poema veio a calhar, rsrsr...Beijus http://aesperadoprimeiroape.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Boa tarde Daniel! o ócio é um presente nos dias de hoje, que delicia como escreve, amei conhecer seu blog
    bjs

    ResponderExcluir
  25. Seus escritos são leves e agradáveis.

    A rede (tanto na imagem quanto na poesia) me lembram coisas boas, pessoas de quem sinto saudade.

    Quando quero ficar sem fazer nada, pensar na vida... procuro a rede.

    Abraço.

    AnaVi

    ResponderExcluir
  26. Mais uma vez passei para ler suas poesias. Encantador, encontros nelas eu, falamos e temos os mesmos sentimentos Daniel. E sempre bom encontrar pessoas como você que vê o mundo através de um dom, um olhar e um sentimento. As minhas poesias e suas elas se encontram em vários momentos estilos diferentes mas muitas vezes a mesma inspiração. Um grande abraço e saudações. Eu sou a dona do blog http://entreratoscoelhosepoesiasnaholanda.blogspot.nl/

    ResponderExcluir