18 de outubro de 2013

A Bailarina e o lixeiro



















Ele com sua pele morena,
Anos queimada pelo sol,
Despia as ruas dos lixos,
Acompanhado de um vira lata,
Seu grande companheiro.

Ela com sua tez cor de leite,
Perfumada com água de colônia,
Encantava plateias com seus pés,
Acompanhada de intimas lágrimas,
Daquele mundo artificial.

Ele, interessado em Mozart,
Em nomes consagrados da MPB,
E na cultura de todo o seu povo,
Era mal visto por quase todos,
Devido a sua digna profissão.

Ela, interessada em ballet,
Dança poética, fluidez de um corpo,
Como um cisne em águas luminosas,
Suas penas sedosas flutuavam,
Eram desejos perdidos de ser amada.

Dois carentes, perfeitamente diferentes,
Uma bipolaridade, em universos distintos,
Tingidos no quadro do senhor destino,
Para que se encontrassem
E realizassem seus desejos mais suplicantes.

No final de uma tarde nublada,
Ele limpava a ultima rua florida
Onde morava a delicada bailarina,
Caminhando com as suas sapatilhas,
Os dois se encontraram,
O ultimo raio de sol, apareceu!

Não tinham muito que conversar,
Alisaram seus rostos, como se conhecessem,
Em vidas passadas e se encontram nessa.
O amor não admite preconceitos, cor,
O amor é sentir, é se permitir, é sonhar,
Era contemplar e viver aquele instante.

Ela o ensinou a se equilibrar na vida,
Com seus passos adágio, frappé, grand battement,
E ele a ensinou a reciclar os sentimentos,
Como fazia com aquele lixo,
Jogado pelas pessoas na rua.

Anos se passaram, mas o amor não.
Era um casal de cisnes apaixonados,
Ela agora dançava mais amável e feliz
E ele dono de uma empresa de reciclagem,
Os dois se estimulavam a seguir e sonhar.
Sim, o amor pode mudar, e mudou.
















Daniel André

21 comentários:

  1. O amor supera as barreiras que a sociedade impõe... Que o amor cresça e floresça sempre! Assim como o amor da bailarina e do lixeiro. Parabéns pela alegria e pelo amor que seus versos inspiram!
    Beijos ,
    http://aspoderosas1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei amigo Daniel!
    Não importa a classe social e sim o amor,que trouxe
    aos dois esse encontro destinado,para que fossem felizes como
    dois cisnes apaixonados.

    bjs amigo e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderExcluir
  3. Coisas do destino...
    Um encontro de seres distintos, mas com sentimentos nobres.
    Lindo demais!
    bjs e excelente final de semana
    Ritinha

    ResponderExcluir
  4. A vida sempre nos ensina. E um desses ensinamentos é que podemos unir mundos diferentes através do amor e da compreensão.

    Lindo poema!

    Abraços amigos!

    ResponderExcluir
  5. "Papagaios"! No tempo que era jovem namorei quem eu quis, não gostava dos "riquinhos" com casamentos arranjados. Hoje todos perderam o dinheiro e a beleza e eu vivi e continuo a viver o amor.kkk., pois ele não envelhece e nem morre.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  6. Muito bom, parabéns!!!!
    Só nós que observamos e escrevemos tanto, percebemos que ainda existe possibilidade de amar, espero que seu texto contagie as pessoas, já que hoje infelizmente o amor não se encontra, se compra.

    Parabéns mais uma vez!

    ResponderExcluir
  7. Lindo demais,meu amigo poeta Daniel.

    Os opostos se atraindo sem dúvida.


    Amei!!!!!!!!!!!!!!!


    Nota 10000 para vc e seu blog!

    Beijinhos e ótimo fim de semana


    Dryka



    Blog Suas Histórias Nossas Histórias

    ResponderExcluir
  8. Muito bom,é o Amor que não seleciona,que não escolhe,só emociona e acolhe.-Bravo,Bravíssimo!!!-Um abraço e fica com Deus.

    ResponderExcluir
  9. Hoje posso dizer com toda convicção que os opostos se atraem!!!

    Bravíssimo!!!

    Beijao

    ResponderExcluir
  10. AMEI O POETAR !
    VERSOS ENVOLTOS ...
    BJS DE BOM DIA !

    ResponderExcluir
  11. Lindo!!
    O Amor muda tudo.... ultrapassa barreiras.. Muito lindo este poema,
    Adorei ler..

    Bom fim de semana
    Beijo
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Daniel.. para o amor não existe emprego melhor ou pior.. existe laços que se fortalecem.. nos dias de hj a maioria vive do status do outro.. se tem um emprego ruim é um pé na bunda de cara já.. depois reclamam pq estão sozinhas só querem o luxo.. ou aparecer na sociedade.. abração amigo

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Meu Poeta. Que sutileza de aproximar mundo diferentes pela força maior: o amor!
    O amor é mesmo inexplicável, faz a gente acreditar que amou outrem a vida toda, em outras vidas, pois amar é se permitir, somar e dividir sonhos. O amor une os diferentes para que eles se complementem.

    ResponderExcluir
  14. Encontrei, no Gago Poético!
    A bailarina e o lixeiro
    No jardim predilecto
    Junto das flores, o jardineiro.

    A bailarina engraçada
    Toda ela se mexia
    Aos beijos abraçada
    Com sorrisos de alegria.

    Era tanta a felicidade
    Naquele momento ela sentia
    Encontrou a liberdade
    Que antes dela não sabia!

    Obrigado pela visita,
    amigo Daniel André,
    uma abraço
    Eduardo,
    se o desejar fazer, pode também este blog
    ,http://rimasblogperfumeeflores.blogspot.pt/

    PS: parabéns pelo seu espaço, muito interessante.

    ResponderExcluir
  15. Gostei muito do poema, mas os comentários, são do Google: D+

    ResponderExcluir
  16. Oi Daniel
    não sei bem a razão mas os amores dos poetas são sempre muito mais bonito que os demais... rs e todos que lemos temos a ideia de ser a muda inspiradora cai-nos muito bem!
    Gosto do blog , volto também pra comungar dos amores das dores e mais.
    abraços e obrigada da presença.

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde Daniel
    O amor verdadeiro derruba todas as barreiras e preconceitos. É um sentimento forte e por ele as pessoas conseguem transpor todos os obstáculos. Lindo poema meu amigo. Uma bela tarde para você
    Um carinhoso abraço

    ResponderExcluir
  18. Olá Daniel
    Obrigada pela visita e pelas palavras de incentivo. O seu blog é muito acolhedor. Linda reflexão. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  19. Olá Daniel lindo poema,o no amor não existe preconceitos.
    Beijinhos e um ótimo Domingo.

    ResponderExcluir
  20. Sim o amor pode mudar as vidas, derrubar barreiras e fazer crescer quem dele nutri. Belos versos!

    ResponderExcluir
  21. No texto já fala por si:
    "O amor não admite preconceitos, cor,
    O amor é sentir, é se permitir, é sonhar,
    Era contemplar e viver aquele instante".
    Excelente! Parabéns.

    ResponderExcluir