23 de abril de 2013

Alma liberta


Tenho a alma açucarada
delicada como o vidro
que ama flores
e abraços demorados
um avançar de sinal ousado
permito.

quando for me tocar
use as palavras
tire minha vergonha
e conecte sua energia
com a intensidade
das asas relampejantes que te envolvo.

Daniel André

Nenhum comentário:

Postar um comentário