12 de janeiro de 2012

Doce amor


Ama-me ou deixe-me,
Só não quero é sofrer,
Doce amor, é tão bom,
O que eu quero é viver!

Liga-me de vez em quando,
Manda-me mensagem também,
Só não me deixe sem noticias,
Preciso de você meu bem!

Amo todos seus mimos,
E esse olhar misterioso,
Como é bom estar apaixonado,
Faz-me sentir poderoso.

Se você tivesse um gosto,
Iria ser doce meu amor,
Sentir sua presença me aquece,
Transmitindo paz e calor.

Daniel André.

Um comentário:

  1. Ai Daniel, que lindo!! Só você mesmo para criar poesias tão lindas. Estou há muito tempo querendo entrar no seu blog e hoje ao fazê-lo fiquei surpresa com tamanho talento. Parabéns!!! Você é um menino iluminado! Beijos da sempre amiga Lívia

    ResponderExcluir