7 de março de 2014

Outros olhos

Não quero que olhe
Minha blusa semi aberta
Nem para rosa no bolso
Que colhi para você.

Nem salive o suor
Da minha carne morena
Mas sinta a salgada timidez
Transpirar em meu rosto.

Não me vista com palavras
Delirantes de desejos
Recolhe sua flor de maracujá
Escondida em teu lugarejo.

Desnude a tua ansiedade
Em meu pretensioso leito
Olhe a ametista rosada
Do amor sufocado no peito.

Olhe meu interior,
Toque o tecido marrom
Sinta o olor natural da pele
Beija-me com seu batom

Olhe com olhos da psique
Um homem com boa intenção,
Desunindo a alma do desejo
Fundindo amor com paixão.

Dan André

18 comentários:

  1. Quanta sensibilidade. Gostei =)

    ResponderExcluir
  2. Oi Daniel
    Linda poesia sensual, voltei aos meu vinte e cinco anos.
    Obrigada pelo carinho de sempre.
    Beijinhos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. penso q nos dias de hoje será muito difícil encontrar alguém q nos olhe com outros olhos ...

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, Dan. Achei perfeita a tua inspiração, separar desejo de alma, o que muitas vezes é confundido.
    Falei sobre isso em "DERME E EPIDERME".
    Adorei o modo como escreveu, me apaixonei pela leitura, pela grandiosidade da emoção e do querer.
    Sensual e romântico, mas com uma lição.
    Parabéns!
    Beijos na alma e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  5. Ver além do desejo...além da carne. Olhar de dentro pra fora.
    Lindíssima! Ser mais que desejado (a) para fundir amor e paixão.
    E agradeço sua sensibilidade no comentário lá no blog.
    Beijão na testa!

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Daniel

    Tu és maravilhoso... Adorei o teu poema.Parabéns.

    Bom fim de semana.

    beijos

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Daniel, as peles morenas brilham mais, e se o interior também brilha, ninguém aguenta...;-)
    Belíssimo poema sobre o olhar e o sentir, o ver para além da carne, sobretudo ver o nervo e a textura de uma maneira de ser, ver para além da aparência do músculo que protege o ardor de um coração.
    Que ela note a tua "salgada timidez", a tua boa intenção nesse desejo superior de fundir amor e paixão, suspiro e voz aberta. Os dois terão de estar na mesma sintonia de intenções.
    A tua poesia é feita de pedaços de ternura da qual escorre uma profunda sensualidade. Fico embevecida ao ler-te.
    Um feliz fim de semana cheio de boas intenções...:-)
    xx

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Daniel.. quando olhamos tudo com os olhos da alma vemos uma beleza sutil emergir diante de nós..
    os olhos físicos ainda enxergam tão pouco perante os olhos da alma.. abração amigo até sempre

    ResponderExcluir
  9. Oi Daniel
    Bons sonhos
    Beijinhos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  10. Maravilhoso! Bravo! Parabéns, Dan!

    Sucintamente hoje e grata pelo carinho nas gentis palavras. Sempre que passas por mim, deixa um perfume bom no rastro. Obrigada poeta!

    Beijao!.

    ResponderExcluir
  11. Olha Dan...poucas vezes eu vi escreverem assim sobre este "tema" poeticamente e tão simples nos blogs da vida, é isso mesmo, vc pintou um quadro aí, é difícil os olhos se desarmarem como desejamos que sejam até porque já temos uma cultura moldada, estruturada e etc... mas eu ainda confio que há mudanças que acontecem de dentro pra fora, continuamos na luta. Bonitos versos, maravilhosas ideias, grande abraço, fique na paz.

    Rafa

    ResponderExcluir
  12. Divinamente construído; composto!
    Delirante poesia; letras de um poeta!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  13. Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns, também agradeço por partilhar o seu saber, se desejar visitar o Peregrino E Servo, ficarei também radiante
    e se desejar seguir faça-o de maneira que possa encontrar o seu blog, porque irei seguir também o seu blog.
    Deixo os meus cumprimentos, e muita paz.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir
  14. Boa noite, Dan. Voltei para ver se havia novidades e para dizer que esse poema é MARAILHOSOOOOOOOO, amo de paixão, adoro.
    Tens um talento e uma forma de escrever que me agradam.
    Adoro encontrar pessoas, poetas com uma alma tão sensível.
    Que bom que eu te encontrei!
    SAUDADES!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Beijos na alma e lindo fim de semana!

    ResponderExcluir
  15. Os gagos sentem sua falta!

    ResponderExcluir
  16. Nossa amigo ameiii o poema !
    Belo e intenso sentimentos !

    Beijos no coração !

    Nanda Olliveh

    ResponderExcluir
  17. Olá,Boa noite,Daniel
    sim... comigo, tudo na paz, e tu?
    ...olhe com olhos da psique...assim, serão "descobertas" as íntimas intenções, mesmo sem querer... aquilo que não conseguimos ou não queremos dizer.
    Muito bom!
    Obrigado pelo carinho,bela semana,abraços!

    ResponderExcluir