14 de agosto de 2015

Novas trilhas








Minha alma,
Com sede de novas trilhas
Quer passear de bicicleta.
E vai...

Rumo àquela árvore torta,
Perdida nas pestanas das montanhas
Onde o vento desenha caminhos,
Sinuosos, junto das gaivotas
Que se perdem no piscar do sol.

O verdor da hortelã,
Flores de camomilas, joaninhas,
Corriam em direção contrária, e
Aromas das ervas sagradas
Abraçavam-me naquela vereda.

Subo na frutuosa árvore,
Avisto à hora crepuscular, brinco
Nos galhos, escorrego em musgos
Deito-me na relva, frutos do bosque
Descansam minha fome.

Minha alma,
Com sede de liberdade
Sonha com uma bicicleta,
E vai...

*********
Convido vocês, a ouvirem "Trem das cores" de Caetano Veloso. 
Abraços!
Daniel André.