26 de fevereiro de 2012

O super herói





Ser um super herói também cansa!
Mas as pessoas suplicantes não veem isso
Ajudar a todos mesmo com dor,
Não existindo a hipótese de ser remisso.

Ser um super herói não é para qualquer um,
É aguentar as mazelas da vida e não reclamar,
E se porventura um grito sufocado ecoar,
Recolha-se um pouco e volte a chorar.

Super heróis tem sentimentos profundos,
E certas palavras vêm como golpes certeiros,
Pedem respeito em seus momentos íntimos,
Para não se tornarem homens sorrateiros.

Super heróis querem ter suas ideias livres,
Assim como as gaivotas voando sobre o mar,
Eles renascem com uma forte audácia no peito,
E com uma bondade flamejante de amparar.

Se tiver uma forma inédita de não sofrer
Eu, que sou super herói, preciso saber
Sem lacrimejar eu seria mais próspero
Dessa grande arte que é socorrer.

Daniel André.


2 comentários:

  1. Estive visitando seu blog, e me deparei com essa obra prima. Parabéns! Confesso que suas palavras se encaixaram perfeitamente com minha vida, e na de muita gente, que tenta amparar o mundo em suas costas, como sendo um super héroi.

    ResponderExcluir
  2. Belo texto, super herói.
    Se descobrir esta forma inédita de não sofrer, diga-me por favor.

    Abraço.

    filhadejose.blogspot.com

    ResponderExcluir