5 de junho de 2012

Enquanto você dorme




Roncos de boca aberta,
Pés enrolados na meia
Momentos mágicos nessa noite
Que me felicita e galanteia.

De bruço sonhando na cama
Um sorriso me faz te abraçar
Igual a uma criança inofensiva
Canto baixinho para te ninar.

Enquanto você dorme amor
Fico suavizado, repleto de encantos
É serena essa sensualidade
Em nosso quarto, nosso recanto.

Durma vida minha
Contemplo-te com a paz proporcionada
Sonhe com um futuro brilhante

E eu te escrevo, te amo, e mais nada.

Daniel André.

2 comentários:

  1. Oii meu anjo.... gostei mt desse poema, continua assim sempre talentoso.... vc merece tudo de bom e mais um pouco....sucesso em sua vida... bjs da nina mais gata da 1001... te adoroooo jhenizinha

    ResponderExcluir
  2. Tem poesia em ver o ser amado dormir, passei por isso muitas vezes. Ao acordar via ele a sorri pra mim ou me beijar. Isso era mágico e estranho ao mesmo tempo.
    Este poema me fez recordar bons momentos.

    ResponderExcluir