28 de fevereiro de 2016

Zazen




No oceano desconhecido do céu
Sou guiado por fagulhas de estrelas
Liberto-me da certeza de dogmas
Em busca da minha paz.

Cometas rasgam verdades
Fazendo chover generosidade
O amor, é uma constelação brilhante,
Rosa lótus desabrochada.

Galáxias oculares se abrem,
Em meio a mitos constelares
Sou apenas um ponto luminoso,
Zazen na mão de Buda.


Daniel André
 
  Disco Outras Palavras - Caetano Veloso - Blues
 

8 comentários:

  1. Boa tarde Dani
    Parabéns pelo teu poema! Brilhante!!
    adoro Budas.

    Beijos... Bom Domingo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Bravissimo!
    Belo poema
    para ser lido
    em uma linda tarde
    de domingo...
    Bjins
    Catiaho Alc.
    obs.: sempre leio aqui
    mas sem comentar,
    o aguardo la no
    Espelhando.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom!

    Obrigada pela visita! Desejo que tenhas uma excelente noite e uma boa semana. Abraços!

    ResponderExcluir
  4. "O amor é uma constelação brilhante"...que belo são os nós que entrelaçam a tua poesia!
    Parabéns...grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Muito bom mesmo! :)

    Fiquei a seguir!
    http://anagalhano.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Quero também agradecer o comentário sincero e cativante que vc deixou lá no meu Blog. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Oi Daniel obrigada pelo carinho das palavras no meu blog. Desculpe-me pela ausência no seu blog, estou uma correria só.
    Grande beijo

    ResponderExcluir