30 de outubro de 2016

Redemoinho




De qualquer forma,
o passado deve estar bem resolvido
para que não haja conflito
entre o presente e futuro.

Existem laços que não podem ser construídos,
uma frase no muro: receberás um castigo!
É a insistência oposição
da balança mental - razão e emoção,
roda cármica, que comanda o coração.

Uma Excalibur rasga o tempo,
Fotografias e caligrafias escorrendo
Minhas mãos vestem o meu rosto
e me protegem do redemoinho poluente
e as águas nascentes que ainda brotam em mim.

Dan André 

3 comentários:

  1. Oi Dan
    E neste redemoinho de pensamentos a inspiração falou mais alto e floresceu esta lindíssima poesia
    Encantada com a sua visita, Obrigada e não se demore a voltar
    Vai ser um prazer ter a sua presença por lá
    Um terno abraço

    ResponderExcluir
  2. Olá Daniel! Feliz estamos por "rever" e reler as suas escritas, as suas postagens aqui escancaradas para a completude da alma do mundo! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dan, quanto tempo sem noticias suas, eu precisava saber como vai você, por favor mande sinal, pode ser de fumaça, rsrsrs, não fique assim tanto tempo sumido, bjus

    ResponderExcluir