8 de maio de 2018

Canção da paixão solitária



Canto diante da lua prateada
a releitura de minha paixão
em notas idílicas te clamo
a estanciar em meu coração.

Te busco na densa bruma,
obra prima que tanto desejo!
Por que quando te abraço
não te sinto, nem te vejo?

Olhos, estrelas encantadas
devaneios suspirosos
te aspiro no sereno do mar.

Sonhar, um dia te encontrar
meu sorriso enamorado
contigo precisa descansar.

Daniel André

11 comentários:

  1. Obrigada pelas palavras deixadas no meu "Ortografia". Passarei aqui outras vezes.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo soneto, Lua prateada refletida na água do mar nos encanta e sai essas maravilhas de versos!
    Amei ler e obrigada pela visita e comentário em um dos meus espaços, prazer te receber e és bem vindo, podes crer, novo amigo, tudo de bom!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  3. Já cá estou, e vim para ficar :)) Adorei o poema

    Hoje:- Procurei os caminhos do mar...

    Bjos
    Votos de uma boa noite.

    http://brincandocomaspalavrass.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Desculpe a demora!
    Poema sublime!!

    Beijinhos- Boa noite!

    ResponderExcluir
  5. Ei Daniel,
    que beleza de poesia.
    Encantada já te sigo aqui
    mas não me lembro de te-lo visto no
    Espelhando, ou já??
    Em fim
    Adoro vir aqui, sempre venho mas
    não comento,
    gosto muito de ler Poesias.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  6. Oi Dan,
    Nós moradores da lua
    enxergamos de perto o brilho do ♥.
    O descanso vem na alma onde seu poema
    se deita.
    Boa noite,
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Dan.kkkk
    Até você caiu
    Eu fiz uma frase da nossa política
    Ao invés de excluir eu postei sem querer.
    A sua poesia é um deslumbre.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  8. Um soneto com palavras de amor. Gostei muito.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir

Sintonia iluminada

As batidas de meu coração renasceram com seu olhar iluminou todo o corpo pulsando vida, feliz está. Em teus olhos iluminados ...