5 de maio de 2015

O observador


Quando abro meus olhos,
Começo a minha jornada,
Admiro as minhas plantas,
E até logo pra minha casa.

No caminho do meu dia,
Observo os pássaros no céu,
Abelhas namorando flores,
Para construírem favos de mel.

Na banca de jornal,
Notícias ruins a me alertar,
Violência se alastrando
O meu dia não irá acabar.

Logo na esquina,
Vejo crianças brincando
Algumas sempre felizes
Outras sempre chorando.

No café da padaria,
Ouço pessoas a fofocar
Falando mal do vizinho
Que ontem estava no bar.

Diante de certas coisas,
Era melhor ser cego,
Existem  algumas pessoas,
Dando uma de espertos.

Observo pessoas artistas,
Enganando os outros pra viver,
Pedindo esmolas na rua,
Dizendo não ter o que comer.

Mas a bondade existe,
Observo até de olhos tapados,
Alma caridosa não me engana
Nos corações acalorados.
  
O dia sai correndo,
Até o transito quer descansar,
Minhas pernas vão pedindo,
Um lugar para repousar.

Deitado em minha cama,
São saudades, esperanças e amor
Caminho em nuvens de sonho
Na visão de um observador.

***********

Escolhi a linda canção do Tavito ,"Rua Ramalhete" para embalar a leitura. Abraços queridos amigos!
   

Daniel André


16 comentários:

  1. Bom tarde Daniel André

    Muito bonito, e cheio de boas verdades o teu poema!!

    Beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Belas e sensíveis são suas observações.
    Seu cotidiano é transformado em palavras que também traduzem o dia a dia de muitos de nós que lemos seu texto.

    Continuemos na torcida pela paz e pela bondade presente no coração de cada um de nós.

    Abraço.

    Ana Vi

    ResponderExcluir
  3. Vivemos um mundo de ambiguidades, algumas chegam a chocar.
    Um lindo dia pra vc =)

    ResponderExcluir
  4. É a vida dura e crua que vemos a nossa frente.
    Pergunto: Como vai você?
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, Daniel.
    Teu cotidiano observado e retratado em poema. Ficou bonito!

    ResponderExcluir
  6. Os olhos são as janelas da alma...quando acordo e abro meus olhos sou parte de um milagre e tenho a chance de fazer melhor o que não consegui fazer ontem, a mágica do dia, e se tem poesia, o mundo então será salvo, porque só com poesia conseguimos ver a graça do dia a dia, da beleza comum e normal, que nos escapa, por pressa, por falta de atenção, por falta de poesia em nossas vidas, em nossos dias...Meu caríssimo poeta Dan, lendo tua poesia começo a fazer uma breve ideia de teu ser, iluminado, transpira poesia e é de uma generosidade sem tamanho. Meu dia, infelizmente não segue seu melhor curso, mas com poesia consigo perceber que o céu aqui onde moro é mais próximo de minhas mãos, ao contrário das pessoas, distantes, distantes. Teu dia poético inspira o meu, e assim tinge meu dia com mais cor...Caminho em nuvens de sonho, na visão de um observador.
    ps. Carinho respeito e abraço

    ResponderExcluir
  7. A vida é assim, cheia de contradições não é? Isso é a humanidade desumana. Mas, mesmo assim vale a pena enxergar, ouvir, sentir, afinal a beleza supera essas intempéries da vida!
    bjkas doces

    ResponderExcluir
  8. Amei Dan, suas observações.... é a vida.
    Amo essa música. Bjus lindo!

    ResponderExcluir
  9. Oi Daniel,
    Nem parece um jovem. Vou chamá-lo de jovem velho tamanha é sua observação pela vida. Ela é tudo que nos presenteou e mais coisas que o tempo lhe mostrará.
    Beijo no coração filhote.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns Daniel...ótima reflexão; como vês, a poesia tem o poder de nos fazer dizer aquilo que está dentro de nós a forma mais bela e cativante que existe!
    Tomara que seus dias sejam sempre semelhantes....contraditórios, mas capazes de lhe fazer pensar sobre a sua e vida e a vida dos outros!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Oi Dan, tudo bem?
    Suas observações, me fez refletir que a vida passa rapida demais, por isso é importante que ela seja vivida de uma maneira incrível e no final dizer
    -GrANDES EMOÇÕES EU VIVI.
    Beijos bom final de semana.

    ResponderExcluir
  12. Oi Daniel,
    Pega meu e-mail no meu blog e escreva pra mim
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde Daniel.. ato majestoso este de poder observar e nos observar..
    quando paramos e fizemos isso encontramos melhores caminhos e situações para nossas vidas.. abraços poeta

    ResponderExcluir
  14. Por vezes seria bom ser cego surdo e mudo, perante o que nos deparamos no dia a dia. Felizmente não somos e isso possibilita-nos ver o que é feio e o que é bonito neste mundo. E só temos a aprender com isso.
    Bonita a música, que não conhecia.
    xx

    ResponderExcluir
  15. Um grande observador dessa mistura de situações e emoções que é a vida. Algumas ignoramos, outras nos servem de grande aprendizado.

    Linda música que embalou mt bem os seus versos.

    Uma semana incrível pra você, Dan.

    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  16. Bom dia Dan! como vai a vida?! espero que mais leve. Todos os dias fazemos mesmo sem se dar conta, um exercício de olhar e olhar e olhar... a gente olha, mas nem sempre a gente VÊ. Vê nos convida a se colocar minimamente no lugar do outro, muito bem descrito nos seus versos, que por sinal são carregados de um originalidade que agrada e muito olhos e ouvidos. abraço!!!

    ResponderExcluir