27 de março de 2014

Sobre o divã



O mundo precisa descansar
Voltar seus olhos
Para dentro de si
Vasculhar a escuridão
Que cega os dias
Nesse universo agitado
E desordenado do inconsciente.

Por trás da cor de medo
Haverá deuses e bestas
Se digladiando,
Comendo seus corpos
Diante de duas estrelas chorosas
Observadoras desses acontecimentos
Suspirando mudanças.

Haverá uma criança
Jogada numa terra fria
Que bate de porta em porta
Para esquentar os sonhos
Não atendidos por genitores.
A criança se encolhe
E presencia nas diversas janelas
Como seria gostoso
O manto familiar.

Explode, nasce, expande
Outra galáxia, e junto dela
Resquícios das indiferenças
Daquela criança desprotegida
Que cresce com um desejo
De um lar perfeito
E harmoniosamente lindo
Com pétalas de humildade
Caídas no chão.
 
Enquanto sobe os degraus
De um espaço agonizante
Resiste com bravura os motejos
Do quadrado, e todos os lados
Que se encontra
E se refugia no concreto escudo
Em que se esconde,
E também se exclui.

O núcleo dessa matéria prima
Gira em contradições, rejeições
E também do aumento
Da solidão interna.
E quanto mais foge
Dessa nebulosa confusa do passado
Das gargalhadas por ser diferente
Sente a solidão querendo laçar,
E corre,
E corre,
E corre,
Até acordar afogado
Na luz esperança
Com um lenço na mão,
Deitado num divã.




Dan André.

22 de março de 2014

O amigo e poeta Daniel Simões.



“Não tenho poesia
E sim a alegria
Da alegria,
De um amigo meu
Que tal alegria
Em mim se perdeu !”
(Dan André)

É que hoje venho compartilhar com vocês, o lançamento do livro de um grande amigo e chara: Daniel Simões.


Daniel Simões é um homem de grande talento e sensibilidade. “Poesias para Toda Forma de Amor”, é uma coletânea de versos onde o amor, é tema principal. Nas 167 páginas, o leitor irá apreciar com olhos da alma, esse sentimento tão nobre e verdadeiro em seus diversos aspectos. Para quem ama, para quem já amou, para quem sonha com um amor, indico essa agradável leitura. 

 E indico também que conheçam o seu espaço na blogosfera:


http://danlirando.blogspot.com.br/



“Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos”. Essa frase tão bacana me lembra o inicio do meu blogue. Escrevia alguma coisa, lançava e não tinha seguidores. O Dan(chamo ele assim) foi o primeiro seguidor, e sempre me deu muito incentivo. Dizia assim: “Que interessante, além de gago, ele sabe escrever, um caso raro na natureza (risos)!” Em breve estaremos na praça XV vendendo alguns exemplares (risos). O meu carinho e admiração por esse ariano, careca e chará, fizeram-me descontrair um pouco. 



Praça XV - Centro do Rio de Janeiro/RJ


Aproveito o espaço para deixar meu abraço, carinho e amizade por todas as pessoas que estão sempre comigo aqui no gago poético.
  
Daniel André.