4 de novembro de 2013

O uivar de um lobo




A noite sangra sobre o meu território,
Escorrendo pigmentos negros no ar,
Na escuridão desértica das florestas,
Surjo com meus olhos a iluminar.

Corro com a irmã lua no céu,
Vivo com corujas na liberdade noturna,
É supérfluo socializar em alcatéias,
Que lapidam minha face taciturna.

Sou canis lúpus, o macho alfa,
Predador decidido, confiante, determinado,
Busco carne com aroma de inocência,
Para cravar os meus caninos afiados.

Audição apurada para armadilhas,
Sinto o vento nos meus pelos cinzentos,
Perigosos são os laços do amor
Amarrando a selvagem solidão no meu interior.

Com minhas garras risco a pedra,
Ereto, sonorizo tudo o que vejo,
Uivo forte para mostrar quem manda,
E para atrair quem eu tanto desejo.

Daniel André.
  
**********
Um encontro do meu lobo solitário, com a "Tigresa" do Caetano Veloso.


31 comentários:

  1. Que emoção Meu Poeta, sou um tanto selvagem!
    Amei cada verso, em especial os que dizem que o lobo é predador seguro, marca o território e uiva pra atrair sua fêmea.
    Beijão na testa!

    ResponderExcluir
  2. Meu querido amigo, lindíssimo! Acredito termos nosso lado selvagem. ..."para atrair quem eu tanto desejo". Veio na alma. Bravo!!! Abraços iluminados...tua fã sempre...

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Dani
    Simplesmente fabuloso.Adorei

    Abraço

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Daniel.. dentro de nós todos temos um animal protetor e brigador.. e como a gente vem de um reino animal .. a gente mete bronca mesmo.. até sermos humanos realmente vamos uivar, latir rsrs enfim vamos fazer o escarcéu.. abração amigo

    ResponderExcluir
  5. Oi Daniel, meu animal está adormecido, por enquanto. Quando ele acordar...Saiam de perto.kkk
    Linda poesia cruel.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  6. oi Daniel

    temos tanto que aprender com os lobos, fortes, corajosos não desistem.

    tenha um lindo dia =)

    ResponderExcluir
  7. Daniel, bom dia!

    Para começar, amo a natureza e os animais e gosto muito de ler poesias que assimilam nossa realidade com a deles, temos tanto em comum se pararmos para pensar um pouco...

    Cara, meus parabéns por mais uma poesia muito boa, sempre evoluindo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Aaaaaaaaauuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Nossaaaaaaaaaa!!! Sensualíssimo, delirante, ardente, MARAVILHOSO! Sentir um arrepio, um calorzinho básico (rsrsrsrsr). "Busco carne com aroma de inocência/Para cravar o meus caninos afiados." Menino tu arrasou ai. Bjusssss seu maravilhoso.

    ResponderExcluir
  10. Lindo,Daniel.

    Para mim esse lobo predador é uma metáfora com o homem.Quente e sensual poema.

    Sabe,meu poeta?

    Seu blog é um de meus favoritos.

    Por isso,eu o divulguei no mosaico de parceiros do meu.Fica na aba direita,em "categorias".

    Traz meu link me ou banner para seu espaço?


    Beijinhos e ótima semana

    Dryka



    Blog Suas Histórias Nossas Histórias

    ResponderExcluir
  11. Olá!Boa noite,Daniel!
    A lua é sempre um bom ombro para o lobo uivar as desilusões,
    para encher a solidão com luz e seguir em frente…e penso que o eco que recebe do seu uivo deve parecer-lhe a respostas de que precisava.
    Muito belo este poema!
    Agradeço pelas palavras, belos dias, abraços!

    ResponderExcluir
  12. OI DANIEL!
    MUITO BOM TERES IDO LÁ NO "SÓ PRA DIZER" E MELHOR AINDA É TER RECEBIDO TUAS PALAVRAS AMÁVEIS, PRINCIPALMENTE APÓS LER ESTA MARAVILHA QUE ESCREVESTE, FAZENDO COM QUE AS PALAVRAS NÃO TENHAM ELOQUÊNCIA SUFICIENTE PARA ELOGIÁ-LO.
    ABRÇS
    http://zilaaniceli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Audição apurada para armadilhas,
    As mais perigosas, são os laços do amor,
    Quando o vento bate nos meus pelos cinzentos,
    Encontra a selvagem solidão no meu interior.

    Bonito!

    ResponderExcluir
  14. Agradecendo e retribuindo o carinho da visita ao Enfim ... q bom poder ter a oportunidade de viajar um pouco aqui por suas emoções e sentimentos compartilhados ... qta gente bacana q já conheço ... seguindo e linkando para não perder de vista ...

    O poema ... gostei do "Q" de sensualidade q vc passa nestas suas letras poéticas ... "Com minhas garras risco a pedra,
    Ereto, sonorizo tudo o que vejo,
    Uivo forte para mostrar quem manda,
    E para atrair quem eu tanto desejo."

    Beijão

    ResponderExcluir
  15. Boa tarde, Daniel. Foi muito feliz na criação deste poema, nas suas metáforas, que amei.
    Tudo aqui ficou perfeito, mas adorei quando falas das armadilhas do amor.
    Quem parece predador por aqui, pode tornar-se facilmente a presa!
    Parabéns!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  16. Olá Daniel lindíssimo poema!!Cada pessoa tem seu lado selvagem.
    Adorei a frase:armadilha do amor! É simplesmente perfeita!
    Amei beijinhos.

    ResponderExcluir
  17. Amei,Daniel.

    Você é meu amigo poeta.

    Já divulguei seu blog no mosaico de parceiros do meu,na aba esquerda,em "Categorias".

    Tem posts novos lá!

    Tem selinho novo para você no meu blog à direita e acima. Não é meu banner.

    Traz para cá,ok?


    Vim hoje aqui pedir o seu voto. Estou participando da seleção para ganhar o troféu.

    Você também poderá ganhar!

    Entre neste link e vote no meu blog.

    Conto com o seu voto!

    http://agendadosblogs.blogspot.com.br/2013/11/selecao-dos-melhores-blogs-da-agenda.html


    Meu número: 634
    634 - http://www.suasenossas.blogspot.com.br Variedades

    Conto com você!


    Beijinhos


    Dryka



    Blog Suas Histórias Nossas Histórias

    ResponderExcluir
  18. Forte e questionante, profundo e emocionante!...

    Um abraço, Daniel... Muita paz!

    ResponderExcluir
  19. Lindo! Daniel, não canso de ler seu poemas. Ser alguém decidido e confiante não torna ninguém menos dependente de todos, da mesma forma que todos. Entendi assim.
    Bjus

    ResponderExcluir
  20. Querido Dan,

    Quanta intensidade e sensulidade neste poema!
    Cada tom sonoriza uma nota diferente!
    Adorei a leitura, poeta!

    PS: Obrigada pela presença no atitude e pelo doce comentario, menino lindo!
    Sinta-se a vontade por la. ok?

    Beijo


    ResponderExcluir
  21. Se eu libertar meu animal selvagem, ele me devora...
    Bjo.

    ResponderExcluir
  22. Boa noite Daniel, passando para agradecer sua visita em meu blog, o seu carinho deixado, obrigada! Seu poema é belíssimo, esse uivar de amor em noite de luar... com certeza os ventos levaram aos ouvidos e coração da amada, parabéns bjsss da amiga
    Clarice

    ResponderExcluir
  23. Lindo poema! Alma de lobo por vezes pode ser uma alma solitária... Caminhando pelas sombras da noite à espera que lhe amanheça. Que lhe seja doce o encontro...
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  24. Oi Daniel
    Passando para agradecer o comentário que muito me emocionou.
    Um lindo dia
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  25. Olá Daniel!

    Agradeço seu comentário, meu novo amigo.

    Que lindo !

    Uma noite que sangra, seus olhos a iluminar.
    Existe predador na floresta, uma questão de sobrevivência
    A noite sangra sobre o meu território, no amor de armadilhas, um lobo que fica espreitando a sua presa.Alma de lobo na sua solidão, uivando para um Amor, que poderá ter nas garras. Cada ser humano, tem seu lado de lobo uiva, grita , não desiste facilmente, de algo que o incomoda ou algo que ama.

    Amigo, você fez uma perfeita sintonia, entre o homem e o mundo animal.

    Bom final de semana.
    Beijos
    Nati

    ResponderExcluir
  26. Hoje quero agradecer por todas as vezes que você me fazer sorrir com tua linda visita em meu blog, por me fazer acreditar que existem pessoas e pessoas…
    Obrigada…
    Simplesmente obrigada…
    Que Deus te abençoe sempre…
    Um lindo final de semana.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  27. Adorei, adoro ler textos assim, que nos fazem imaginar...

    http://luoucuras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir