16 de julho de 2013

Cão fiel




Levanto as orelhas quando ouço estalos
Ficam mais próximos, abalam o chão
De forma festiva saúdo sua chegada
Animado, por ser o seu cão.

Gosto quando estou deitado em seu colo
Afagando minha cuca me deixa feliz
Quando briga comigo, diz vai embora
Já não me importo se sou infeliz

As migalhas que deixa para mim
Alimentam meu coração fantasioso
Sua presença sustenta minha força
E ao mesmo tempo fico corajoso.

As pulgas de ciúmes sugam meu sangue
Farejo seus rastros para que não desapareça
Não como, não durmo, não faço nada
Porque você não saia da minha cabeça.

Rosno de raiva quando te rodeiam
Avanço na defensiva querendo te proteger
Sou seu cão fiel de olho em tudo
E com medo terrível em te perder.


Daniel André

8 comentários:

  1. oi... eu tenho 2 desses amigos fiéis e que fazem festa ao me ver chegar do trabalho depois de um dia sozinhos perambulando pelo quintal...
    lindo isso!!!
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Cá estou eu a retribuir a visita ao meu cantinho...OBRIGADO..

    Gostei de ler este soneto, bem diferente do habitual..Tenho um,no meu quintal gosto muito dele!!.

    Parabéns.
    Abraço
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde

    Encontrei este blogue por acaso mas, confesso, que gostei muito

    Fiquei seguidor

    Linkei o blogue no meu

    Abraço
    ***********************
    Querendo, vitise(m) - me

    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. ...Rosno de raiva quando te rodeiam
    Avanço na defensiva querendo te proteger
    Sou seu cão fiel de olho em tudo
    E com medo terrível em te perder.
    Daniel André
    -----------------------------------------------
    Meu querido amigo poeta, BELÍSSIMO!!! Fico feliz por se lembrar de mim numa escrita tão verdadeira. Te gosto de verdade e sua fã sempre...

    ResponderExcluir
  5. Daniel ...tomei a liberdade de navegar em seu blog e ler suas poesias mas, esta em particular me voltou ao tempo de escola. Me fez lembrar de um saudoso poema que a professorinha lia : Plutão ( Olavo Bilac ). Teu poema é tão magnífico quanto o dele até mesmo porque, quem possui estas criaturas em casa como eu, sabe da importância deles em nossa vida. Maravilhosa poesia meu amigo ! Abraços !

    ResponderExcluir
  6. Caro Daniel... Com muitas saudades, me profundei em uma viagem... Uma viagem de lembranças... de um amigo que sempre podemos dizer de um Amigo Fiel um "Cão Fiel"

    Parabéns!!!

    Cleiton de Carvalho

    ResponderExcluir
  7. Por vezes o amor nos faz agir assim mesmo, como um cãozinho fiel, exceto por não conseguirmos ser tão despretensiosos como os nossos amiguinhos de quatro patas.

    Muito linda essa poesia!

    Nil Barros

    ResponderExcluir
  8. Eles são fiéis mesmo, já tive um cão e eu o amava muito mais chegou a hora dele de ir, fiquei muito triste porque perdi um grande amigo, Daniel obrigada pela visita também já estou te seguindo, fique com Deus beijos.
    Blog/Grupo Amigos/FanPage/ Pinterest

    ResponderExcluir