28 de maio de 2012

Santa Rosa


Santa rosa de lindas pétalas
Que de tão formosas e aveludadas
Tocaram no meu rosto festivo
Deixando-me acordado de madrugada.

Santa rosa, que doce aroma exala
Nessa ponta de dia que se inicia
Entrando no meu quarto me acorda
Com um perfume que se pronuncia.

Cubra meu dia com sua paz, santa rosa
Apagando os espinhos onde já pisei
Nessa suavidade que contorna sua forma
E da tempestade que desviei.

Santa rosa, queria ser o orvalho
Para deslizar na sua ímpeta perfeição
Paralisado eu fico diante de ti
Libertando-me da minha intima prisão

Rosa linda, minha santa rosa que enfeita
A vida das pessoas, os lares, a natureza
Da atmosfera poderia vir chuvas de pétalas
Tornando o céu uma festa de beleza.

Um comentário: